12 janeiro 2006

De volta... Não sei até quando...

Estou de volta, 2006 está me induzindo a achar que o ciclo ruim vai passar logo, logo...
Tem muita coisa prá mudar, mas pouco a se fazer.
Tá complicado e eu estou completamente perdida e o mais engraçado, tenho tido medo de pensar em quaqluer coisa e por esse motivo, tenho anulado qualquer pensamento, estou bloqueando qualquer coisa que tente entrar na minha cabeça se eu sei que vai me perturbar.
Uia, logo eu conseguirei dominar meus pensamentos também...
Ano passado conheci uma menina muitissimo especial, uma menina lua, que me apresentou a um lugar com pessoas também muito especiais, pessoas que ao contrário de 90% da população, acreditam no ser humano, acreditam na mudança.
Tenho tido uma "certa paz", mas posso também adiantar que logo minha vida tomará o rumo da rotina do ano passado, e tudo voltará a caminhar como no início de novembro até o meio de dezembro do ano passado.
Outra contradição. Que coisa, acho que estou mais confusa que num sei o que, mas sabe que estou tranqüila assim mesmo...
Que venham os nós, as bombas, os ataques, as perdas, os ganhos, as alegrias, os sorrisos.
Que venha 2006!
E como diria o Tato: "(ma)inha, 2006 num vem até a gente, nós é que caminhamos até ele"
Então, estou caminhando por 2006, de cabeça erguida, e o melhor de tudo, sem sofrer por antecipação!

Um comentário:

Manu disse...

Amiga especial..

Toda essa mudança só foi possível porque tudo está em constante movimento.
Você aceitou cada mudança e tomou uma posição forte de criar momentos positivas, graças a sua própria iniciativa.
Do momento em que o espírito pioneiro evocar tentativas de realizações maiores, uma nova manhã nascerá em nossas vidas...
Que 2006 seja o ano do "romper limites"...porque eu sei que vc é muito especial...

Somos felizes por tê-la em nosso nobre caminho..

Conte sempre conosco.

Um forte e carinhoso abraço.